Por favor…

Deixe um comentário

calem-se!

Mais vale ficares calado e deixares as pessoas pensarem que és um idiota do que abrires a bola e dares a certeza!

Anúncios

Alertas

Deixe um comentário

Muitas vezes somos confrontados com notícias como esta, onde se fala de um alerta de uma cor por parte da Protecção Civil. O que é que isso quer dizer para nós, “comuns mortais”? Nada! Estes alertas são apenas internos, para se saber em que nível de prevenção os meios e as pessoas devem estar, face a determinada situação que poderá vir a ocorrer.

Do site na Autoridade Nacional de Protecção Civil:

Em determinadas condições de risco ou de emergência as organizações integrantes do Sistema Integrado de Operações de Protecção e Socorro (SIOPS) são colocadas em alerta especial. O estado de alerta especial visa intensificar as acções preparatórias para as tarefas de supressão ou minoração das ocorrências, colocando meios humanos e materiais de prevenção em relação ao período de tempo e à área geográfica em que se preveja especial incidência das condições referidas.
O alerta especial compreende os níveis azul, amarelo, laranja e vermelho, progressivos conforme a gravidade da situação e o grau de prontidão que esta exige.

Por isso, senhores jornalistas, parem lá com as cores dos alertas que isso não traz utilidade nenhuma para a população.

E, para ajudar à festa, muitas vezes somos também confrontados com os avisos (embora os jornalistas insistam em chamar também alertas) do Instituto de Meteorologia. E estes sim, são úteis para a população, uma vez que indicam a previsão de situações meteorológicas anormais para as quais a população deve tomar os devidos cuidados.

Máfia…

Deixe um comentário

… mas de quem?

Uma reportagem alemã acusa Portugal, ou melhor, algumas instituições portuguesas de manterem jovens problemáticos alemães nas suas instalações só para receberem os subsídios do estado alemão.

Eu pergunto, mas porque estão esses jovens alemães em instituições portuguesas?
-Porque a Alemanha paga para que outros fiquem com os jovens que lhes são problemas e que eles não querem educar.

E agora as instituições portuguesas que os acolhem (e que provavelmente até querem mesmo lucrar com eles) é que são os mafiosos? Quem os envia para cá e se quer ver livre deles é santinho?

O dia seguinte

Deixe um comentário

Abstenção

Mais de metade dos recenseados não votou. Desleixo de uns, supostos problemas com o número de eleitor de outros… e cadernos eleitorais desactualizados, não? Custa-me a crer que num país com cerca de 10 milhões de habitantes haja 9.422.835 eleitores inscritos.

Brancos e nulos

É preciso tirar lições destes números. Mais de 6% das pessoas que se deslocaram às urnas votaram em branco ou nulo. É o triplo dos valores normais para estes casos.

Defensor Moura

O desfecho esperado. Último lugar, ainda assim bem acima do que, por exemplo, Garcia Pereira conseguiu à 5 anos.

José Manuel Coelho

A surpresa. Ou talvez não. Um candidato com convicções de esquerda, apoiado por um partido de direita mas que ele próprio diz ser apenas a “barriga de aluguer”. Empate técnico com os votos em branco.

Francisco Lopes

Até tinha um discurso coerente. Mas tinha o PCP por trás, o que para muitas pessoas em Portugal é sinónimo de “Não votar neste”. Perdeu muitos votos em relação à votação de Jerónimo em 2006. Ainda assim veio o tradicional discurso de vitória.

Fernando Nobre

Considerado por muitos um dos vencedores da noite. Seria-o se não tivesse andado nos últimos dias a dizer que queria vencer à primeira volta. É de realçar a sua elevada votação, para um candidato de fora da política mas, ainda assim, muito longe do segundo lugar.

Manuel Alegre

É obviamente o grande perdedor da noite. Não só por não ter conseguido forçar uma segunda volta mas, principalmente, por ter perdido votos em relação a 2006.

Cavaco Silva

Eleito com menos de 25% dos votos dos eleitores recenseados, não deixa de ser o presidente da maioria que foi votar (e são esses que interessam). Começa o segundo mandato muito mal ao atacar tudo e todos. Se quer falar de verdade, eu pergunto: BPN? Casa da Coelha? Alegado caso das escutas?

Citando o El País: “Los portugueses han apostado por el continuismo en tiempos de crisis

Matemática

Deixe um comentário

É sabido que a maioria dos portugueses tem muitas dificuldades em matemática. Só assim se compreendem estas duas estatísticas dos últimos dias:

Metade dos portugueses diz que o país está pior do que antes do 25 de Abril

Como é possível que quase metade dos portugueses ache que estávamos melhores no tempo da ditadura. Esses portugueses viveram sequer esse tempo? Ou não fazem a mais pequena ideia sequer de como era o país antes de 1974? Já bastou a barbaridade de elegerem num programa da RTP, Oliveira Salazar como o grande português. Tenham juízo e não brinquem com coisas sérias.

Estudo de opinião dá vitória larga a Cavaco à primeira volta

Engraçado como as sondagens agora viraram estudos de opinião. Será que assim se tem legitimidade para inventar o que se quer?
Não deixa de ser curioso o facto da Marktest falar em 61,5%. É que já em 2006 apareceu uma sondagem da Marktest uns dias antes das eleições a dar 61% a Cavaco (que teve depois 50,5% nas eleições). Essa mesma sondagem dava 11,5% a Alegre (que veio a ter 20,7% nas eleições).
A imprensa está a levar Cavaco Silva ao colo mas cabe a todos nós mostrar que pensamos por nós próprios e não naquilo que eles nos querem impor.

O choro dos ricos

Deixe um comentário

Vi ontem nas notícias uma data de Funcionários Públicos a protestar contra o corte dos salários com gritos de “O povo unido jamais será vencido”. Ora meus senhores, deixem que vos pergunte: “o povo?!?” Mas que povo? O povo não ganha mais de 1500€ por mês como V. Exas.

Deviam ter vergonha de protestar quando ainda ganham mais de três vezes o ordenado mínimo e têm emprego garantido para o resto da vida. Se estão mal, mudem-se! Demitam-se e vão para o privado. Aí depois é que vão ver o quão bom era o que tinham.

Adicionalmente ao  protesto parece que no fim houve alguns desacatos porque os sindicalistas, após  o termino da manifestação, queriam seguir em grupo pela rua que passa à porta da residência do Primeiro-Ministro. A polícia, invocando razões de segurança, não deixou e os manifestantes tentaram forçar a passagem, tendo sido então detidos dois.

Coçá-los

Deixe um comentário

Vai tomar posse na próxima semana a nona comichão comissão de inquérito sobre o Caso Camarate. Um avião que caiu há 30 anos continua a encher os bolsos a estes senhores deputados que vão receber mais uns trocos extra por mais uma comissão onde a única coisa a fazer deve ser… coçá-los.

Older Entries